Aviação

Como é uma entrevista de emprego para comissário de bordo?

Se você está em busca do primeiro emprego na aviação, certamente está se perguntando como é a entrevista para comissário de bordo! Essa profissão é extremamente atraente: Quem é que não deseja viajar pelo mundo todo e ainda receber por isso?

Para te ajudar a conquistar a sua vaga de comissário de bordo, vamos te contar o que esperar da entrevista e também dar algumas dicas excelentes que vão ajudar a garantir o seu sucesso! Vamos lá?

Como é o processo seletivo para comissário de bordo?

A seleção começa com sua candidatura! Muitas companhias aéreas recebem candidaturas online, enquanto outras preferem fazer o recrutamento através de uma agência. A dica para você é: procure vagas na internet! E não esqueça de manter um bom perfil no linkedIn! É um excelente canal de comunicação com empresas estrangeiras! Uma vez convidado para participar da seleção, é hora das entrevistas e dinâmicas! Tudo depende da companhia aérea, mas, no geral, a estrutura é mais ou menos a seguinte:

A entrevista gigante

A primeira “peneira” costuma ser uma entrevista grande, com vários candidatos ao mesmo tempo. Várias companhias aéreas convidam centenas de candidatos a um local amplo de conferências, e uma vez ali você deverá preencher um formulário com seus dados e, possivelmente, fará uma prova de inglês. Para se preparar para ela, confira este artigo. (linkar com o artigo sobre inglês para seleção de comissários) Formulários preenchidos e prova feita, você deverá se levantar – sim, na frente de todos – e apresentar-se. São apenas dois ou três minutos de tempo para impressionar os recrutadores e, por isso, tenha um discurso bem ensaiado!

Para a companhia aérea, esse tipo de abordagem é excelente: poupa tempo e esforços. Para você, não é tão bom assim: quem é que não fica tenso ao ter que falar em público? E o pior: com um público que está querendo o mesmo cargo que você! Basicamente, essa primeira entrevista é um teste de estresse. O que o recrutador procura saber é seu comportamento em tais situações. Portanto, a dica é: fique frio!

A melhor estratégia a adotar nessa etapa da seleção para comissário de bordo é praticar seu discurso e ensaiar bastante. Além do básico “fale sobre você”, pense em respostas para outras perguntas que possam surgir, a partir do que você pretende contar. É comum que entrevistadores aproveitem uma deixa para perguntar porque você quer seguir a carreira de comissário de bordo, ou se sua família o apoia na decisão. Para não tremer na base, repetimos: ensaie muito! Os comissários de bordo são reconhecidos por sua postura serena e é isso que os entrevistadores estão procurando!

>A entrevista em grupo reduzidoSe você conseguiu sair ileso da super entrevista, ou se seu currículo for muito, muito bom, você deve ser convidado para a segunda “peneira”, que geralmente é uma entrevista ainda em grupo, mas com um número muito menor de pessoas.

Nessa etapa vão te colocar sentado em uma sala com 6 ou 8 candidatos e o entrevistador fará perguntas ao grupo em geral, normalmente sem dirigi-las a ninguém em especial. Os futuros comissários de bordo terão que se organizar para responder, e esse é um dos principais pontos que serão avaliados. Também é nessa etapa da seleção onde entrevistadores costumam apresentar dinâmicas de grupo. Não se assuste com elas. Não é só o conhecimento que está em cheque aqui. Esse tipo de entrevista é feito para avaliar o comportamento do candidato, que é tão ou mais importante que o quanto ele sabe sobre as questões ou atividades propostas.

As perguntas variam entre o conhecimento técnico e o comportamental. Questões pessoais também podem ser propostas. Ensaiar continua sendo uma boa dica! Procure pensar em boas respostas para perguntas do tipo “Como você lidaria com a situação X em um voo”, ou “qual é a coisa mais importante em um voo internacional”, por exemplo.

Como comissário de bordo se espera que você seja equilibrado, confiante e sensível as outras pessoas. Ao ser contratado, você será a cara que os passageiros verão da empresa. A intenção nessa etapa da entrevista deve ser projetar uma imagem de competência e empatia. A estratégia ideal é não se apressar para responder todas as perguntas antes que os demais. Você deve, sim, responder algumas delas antes que os outros – em especial questões técnicas, mas não tente ser sempre o primeiro. Convém tentar responder depois de alguns a questões comportamentais, e quanto as perguntas de cunho pessoal, não há problemas em ser o último.

A entrevista individual

Finalmente os grupos terminaram! Se você sobreviveu a eles, é hora da entrevista pessoal. Nessa etapa da seleção para comissário de bordo os entrevistadores já conhecem bem seu currículo e estão procurando conhecer sua verdadeira atitude. Isso não quer dizer que seu conhecimento não interesse, mas é secundário: você receberá treinamento, uma vez contratado. Assim, não descuide da parte técnica, mas preocupe-se mais em demonstrar uma personalidade extrovertida, criativa na solução de conflitos e muito, muito amigável. Seja a pessoa que os clientes querem ver nos voos!

Uma estratégia de sucesso é ouvir as perguntas com atenção, mantendo o contato visual, e responder de forma breve e concisa, sem tentar encher linguiça ou se desviar da pergunta. Não tenha medo de conversar com o entrevistador e, sempre que possível, estabeleça um ponto comum: interesses, histórico profissional, destinos preferidos. Isso fará com que ele se lembre de você.

E, mais uma vez: Antecipe as possíveis perguntas e ensaie as respostas. Sair-se bem na entrevista para comissário de bordo não é difícil para quem vai bem preparado. Quer saber mais? Continue nos seguindo! Ainda teremos muitas dicas sobre como alcançar seu sonho de ser comissário ou comissária de bordo!