DicasEmpregoEntrevista

Nunca fui chamado para a entrevista de emprego

Normalmente muitas pessoas se queixam de que participaram de processos seletivos e não tiveram os retornos que tanto esperavam. Isso faz com que muitos fiquem muito tristes, afinal se colocam muitas esperanças nesses casos. Fato é que de uns tempos para cá algumas empresas passaram a não dar nenhum tipo de feedback, mesmos os negativos, de modo que a pessoa que coloca o currículo para trabalhar, não sabe ao certo o que houve. Além de não corrigir o problema, a pessoa passa a ficar mais desesperançosa, e assim, mais deprimida. Porém, existem algumas coisas que os recrutadores falam e que pode ser um tipo de sinal.

Vamos trazer aqui alguns dos motivos pelos quais algumas pessoas não são chamadas para a entrevistas de emprego, e como elas podem reverter esse quadro e se tornarem os candidatos mais fortes de um processo seletivo.

O que pode ter dado errado

Todos os processos seletivos começam por triagem de currículos, o que é o fator decisivo para grande parte das pessoas que estão participando, podendo ter uma diminuição de até 70% de candidatos para a segunda fase. Muito disso se refere aos requisitos para as vagas. Muitos desses eliminados não cumprem os requisitos mínimos e isso é fundamental para o preenchimento da vaga em questão, o que nem sempre é observado no momento da inscrição. Outros pontos dizem respeito a um currículo muito generalista e que não atende ao que a empresa busca, dando espaço a outros que são muito mais a frente de suas habilidades profissionais exercidas. Para outros tipos de situações podemos incluir a falta de uma carta de apresentação e também objetivos generalistas, que também não é bem visto pela maior parte dos recrutadores.

Cuidados para que não aconteça novamente

Entendendo os pontos negativos que influenciam na não chamada para a entrevista, é preciso que você tome cuidados importantes para que tenha condições de avançar de fase e encantar os recrutadores. O primeiro passo é deixar o currículo sempre atualizado, com cursos na área pretendida e experiências que agreguem ao tipo de vaga. Delimite somente o que pode ser relevante para a função específica.

Além disso é importante ler o anúncio e saber se você de fato cumpre todos os requisitos exigidos pela empresa, para que não mande currículo à toa, já que os que não atendem aos requisitos são rejeitados.

Dicas de como mandar bem no currículo

Um currículo bem escrito faz toda a diferença e pode garantir um lugar bem marcado e muito bem visto nos processos seletivos, e para isso você pode avaliar corretamente a própria redação do currículo. Existem cursos muito efetivos e profissionais capacitados que ajudam a montar o melhor currículo, apresentando todas as facilidades e também garantindo as informações necessárias. De todas as formas é necessário que se tenha um cuidado especial com o currículo, já que ele é fundamental para que você seja chamado para a segunda fase. A partir de então, só depende de você e de seu talento.